Institucional | Faculdades e Escolas


Faculdade de Ciências e Tecnologia

Introdução

A Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) é uma unidade orgânica da Universidade dos Açores, dotada de autonomia administrativa, que se dedica ao ensino, à investigação e à extensão cultural nas áreas das Ciências da Vida, da Terra, do Mar, da Matemática, da Informática, da Física, da Química e das Engenharias. Com 75 docentes e investigadores de carreira, todos doutorados, a FCT estrutura-se em 6 departamentos: de Biologia, de Geociências, de Matemática e Estatística, de Ciências da Física, Química e Engenharia, de Informática e de Oceanografia e Pescas. Esta multidisciplinaridade de áreas gera um ambiente estimulante para docentes e discentes, permitindo uma abordagem transdisciplinar no ensino-aprendizagem que se revela vital para uma formação educativa adequada às exigências e desafios da Sociedade atual. A oferta de ensino da FCT compreende 18 ciclos de estudo, nos 3 níveis de formação do Ensino Superior. A qualidade da oferta educativa da FCT encontra-se ancorada numa elevada atividade de investigação, estando a maioria dos seus docentes associados a centros de investigação de excelência, acreditados pelos sistemas científicos nacional e regional. A atividade científica da FCT, desenvolvida num contexto geográfico ímpar (laboratório natural para as Ciências da Terra e da Vida), tem contribuído para a sua crescente internacionalização, materializada em várias parecerias com outras instituições nacionais e internacionais no âmbito de projetos de ensino e de investigação.

 

Missão

A FCT tem por missão ministrar um ensino suportado por investigação de excelência e pautado pelo saber, para formar em plenitude indivíduos comprometidos com o desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação, em prol de um crescimento próspero e sustentável da sociedade.

 

Objetivos

1 - Proporcionar formação ao nível do Ensino Superior nas áreas das Ciências Biológicas, Ciências da Terra, Ciências do Mar, Ciências da Engenharia e Informática;

2 - Prosseguir um ensino de qualidade ancorado numa investigação de excelência, visando a valorização do mérito e inovação;

3 - Contribuir para a internacionalização da Universidade dos Açores, através de parcerias internacionais no âmbito do ensino e da investigação;

4 - Proporcionar um ambiente de criatividade e inovação, incentivando a produção e difusão do conhecimento científico e tecnológico na esfera nacional e internacional;

5 - Produzir conhecimento e formar quadros de alto nível que contribuam para a definição e avaliação de políticas públicas, bem como para a identificação de prioridades e necessidades regionais e nacionais;

6 - Fomentar a difusão das actividades de ensino e de investigação junto da sociedade.

 

Presidente

Patrícia Ventura Garcia

Faculdade de Ciências Agrárias e do Ambiente

Introdução

A Faculdade de Ciências Agrárias e do Ambiente é uma unidade orgânica da Universidade dos Açores, sedeada em Angra do Heroísmo (Terceira, Açores) que tem como objetivo o ensino pré e pós-graduado nas suas áreas de intervenção (Agricultura, Pecuária, Veterinária, Farmácia, Tecnologia Alimentar e Ambiente), reforçando o impacto destas atividades na sustentabilidade produtiva, ambiental e económica, bem como as suas ligações com a saúde e o bem-estar das populações. As suas atividades de ensino encontram-se associadas à investigação realizada nos Centros e Institutos de Investigação da Universidade dos Açores.

 

Missão

A FCAA tem por missão o ensino, a difusão da cultura, ciência e tecnologia fundamentalmente nos domínios das Ciências Agrárias e do Ambiente, bem como em áreas afins, ao promover:

- a formação humana, cultural, científica e técnica

- a formação a nível da pré e pós-graduação

- a aprendizagem ao longo da vida

- a realização de investigação e desenvolvimento

- a prestação de serviços à comunidade, no sentido de promover o desenvolvimento harmónico e consistente dos intervenientes

- a promoção do intercâmbio científico, técnico e cultural com instituições congéneres nacionais e internacionais.

 

Objetivos

A FCAA tem como principais objetivos:

- promover o desenvolvimento científico, técnico e cultural nas suas áreas de intervenção, através da realização continuada de atividades formativas e de investigação

- criar condições para o aperfeiçoamento técnico-científico do seu corpo docente/investigação

- criar condições que promovam a melhoria do nível cultural, científico e profissional dos seus estudantes

- estimular uma vivência científica e cultural que abranja não só a comunidade académica, mas também a sociedade civil

- promover a geração de ideias e o debate intelectual.

 

Presidente

Maria de Lurdes Nunes Enes Dapkevicius

Faculdade de Economia e Gestão

Introdução

A Faculdade de Economia e Gestão (FEG) da Universidade dos Açores é uma unidade orgânica de ensino e investigação, com autonomia científica, pedagógica e administrativa, englobando o departamento de Economia e Direito e o departamento de Gestão.

A FEG assegura o ensino nas áreas das ciências económicas e empresariais nos três ciclos de estudos, com os cursos de licenciatura em Economia, Gestão e Turismo, os cursos de mestrado em Ciências Económicas e Empresariais, Gestão do Turismo Internacional e Gestão de Empresas (MBA), e o curso de doutoramento em Ciências Económicas e Empresariais. No global, a FEG conta com aproximadamente 600 alunos.

A investigação da FEG desenvolve-se essencialmente no âmbito do Centro de Estudos de Economia Aplicada do Atlântico - Universidade dos Açores (CEEAplA-UAc), no domínio das ciências económicas e empresariais.

Para além do ensino e da investigação, a FEG desenvolve regularmente atividades de prestações de serviços em estreita colaboração com a comunidade em geral e com o tecido empresarial e as entidades públicas dos Açores.

A FEG conta atualmente com dezanove docentes de carreira e dezassete docentes a tempo parcial. Nos docentes de carreira contam-se dois professores catedráticos e dois professores associados, sendo os restantes professores auxiliares. Colaboram ainda com a faculdade duas assistentes técnicas.

 

Missão

A Faculdade de Economia e Gestão tem por missão desenvolver investigação e formação graduada e pós-graduada nas áreas das ciências económicas e empresariais, contribuindo para o crescimento económico e o desenvolvimento sustentável da Região Autónoma dos Açores e do país.

 

Objetivos

No âmbito da sua missão, a Faculdade de Economia e Gestão tem como principais objetivos:

Organizar e assegurar o ensino de primeiro ciclo nas áreas da economia, gestão e turismo;

Organizar e dinamizar formação pós-graduada em economia, gestão e turismo;

Contribuir para a melhoria do nível de qualificação dos cidadãos nas áreas das ciências económicas e empresariais;

Promover investigação científica de excelência e participar ativamente em redes internacionais de divulgação científica;

Estabelecer laços de cooperação com o tecido empresarial e económico da Região Autónoma dos Açores, o Governo Regional e demais entidades públicas, através de parcerias a nível da formação, consultoria e investigação;

Participar ativamente na definição e avaliação de políticas públicas a nível regional e nacional.

 

Presidente

Francisco José Ferreira Silva

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

Introdução

A Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) é uma unidade orgânica da Universidade dos Açores, dotada de autonomia administrativa, que se dedica ao ensino, à investigação e à extensão cultural nas áreas científicas de Artes, Ciência Política, Cultura, Demografia, Educação, Estudos da Linguagem, Estudos Literários, Filosofia e Ética, História, Psicologia, Serviço Social e Sociologia.

A funcionar no polo de Ponta Delgada, na ilha de S. Miguel, a FCSH agrega cinco Departamentos: Educação, Línguas, Literaturas e Culturas, História, Filosofia e Artes, Psicologia e Sociologia.

Esta Faculdade oferece um leque de cursos de Licenciatura, Pós-graduação, Mestrado e Doutoramento no âmbito das suas áreas científicas. Tendo como princípios norteadores a qualidade e a procura de excelência, a FCSH é constituída sobretudo por docentes doutorados, com larga experiência na docência e na investigação.

A FCSH desenvolve projetos de investigação nas suas várias áreas científicas, quer autonomamente quer em parceria com outras instituições de Ensino Superior, portuguesas e estrangeiras, integrando uma rede nacional e internacional de parceiros.

Tem ainda uma intensa atividade de extensão cultural e de prestação de serviços, que se efetiva em regulares parcerias e participações.

 

Missão

A FCSH tem como missão produzir e difundir cultura e conhecimento nas áreas científicas que a constituem, contribuindo para a educação superior. Assente no respeito pela liberdade de pensamento e nos valores humanistas, incentiva a criatividade e a inovação, bem como a cooperação com a comunidade.

 

Objetivos

1 - Proporcionar formação ao nível do Ensino Superior no âmbito das Ciências Sociais e Humanas;

2 - Contribuir para o desenvolvimento científico, produzindo investigação no âmbito das áreas científicas que a constituem;

3 - Desenvolver atividade científica e cultural em parceria com outras entidades ao nível da região, do país e do mundo, num espírito de cooperação ativa e participante;

4 - Contribuir para a projeção da Universidade dos Açores, estabelecendo parcerias com outras Instituições do Ensino Superior, bem como com redes de Ciência e Investigação a nível nacional e internacional;

5 - Dinamizar atividades de extensão cultural no âmbito das suas áreas de ensino e de investigação;

6 - Contribuir para o desenvolvimento cultural, social e económico da Região Autónoma dos Açores, bem como do país e do mundo, através da vertente de ensino, de investigação e de prestação de serviços à comunidade;

7 - Promover o exercício de uma cidadania ativa e responsável.

 

Presidente

Ana Cristina Correia Gil

 


Escola Superior de Saúde

Introdução

A Escola Superior de Saúde (ESS) é uma unidade orgânica de ensino e investigação de natureza politécnica da Universidade dos Açores, que se rege por estatutos próprios e dispõe de autonomia administrativa.

A ESS desenvolve e contribui para o conhecimento na área da saúde de forma inovadora e plural, agregadora de saberes, agindo na procura de respostas sustentáveis aos desafios do Ensino Superior em Portugal e no Espaço Europeu.

 

Missão

A Escola Superior de Saúde está orientada para a criação, transmissão e difusão da cultura e do saber de natureza profissional, através da articulação do ensino, da investigação orientada e do desenvolvimento experimental, contribuindo para a melhoria do nível de saúde das populações.

 

Objetivos

1. Formar profissionais de saúde com elevada competência e excelência nas vertentes científicas, técnicas e humanas num quadro nacional e internacional;

2. Garantir a qualidade do ensino, da investigação e da prestação de serviços à comunidade, adequando a oferta formativa às demandas e às necessidades do mercado

de trabalho da RAA e da sociedade em geral;

3. Participar em projetos de apoio e de prestação de serviços à comunidade;

4. Promover a realização de ciclos de estudos visando a atribuição de graus académicos previstos na lei, de cursos de formação pós-graduada, conferentes ou não de grau académico e outros nos termos da lei, que visam a formação científica, cultural, humanística e tecnológica, no âmbito da saúde e áreas afins;

5. Promover a qualificação e atualização do pessoal docente e não docente e não investigador;

6. Promover a mobilidade a nível nacional e internacional do pessoal docente, não docente e estudantes e o intercâmbio com instituições congéneres;

7. Promover a formação contínua e proporcionar a aprendizagem ao longo da vida;

8. Realizar investigação orientada e desenvolvimento experimental nas áreas de atividade específicas, atividades de promoção de difusão do conhecimento e participar ou cooperar com unidades de natureza científica.

 

Presidente

Cidália de Fátima Cabral de Frias

Escola Superior de Tecnologias

Introdução

A Escola Superior de Tecnologias, doravante designada por EST, é uma unidade orgânica de ensino superior politécnico da Universidade dos Açores, criada pelo Despacho n.º 4594/2015, de 6 de maio, publicado no Diário da República, 2.ª série, n.º 87, de 6 de maio. Está em regime de instalação desde 2015, possuindo uma comissão instaladora para o efeito.

A EST iniciou as suas atividades no ano da sua criação com a preparação e registo na Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) de três cursos técnicos superiores profissionais (CTeSP), em Desenvolvimento de Aplicações Web, em Agropecuária e em Agroindústrias, tendo disponibilizado de imediato os dois primeiros CTeSP. Em 2016 ampliou o seu leque de cursos registando na DGES os CTeSP em Recursos e Atividades Marítimas e em Hortofruticultura.

Pretende constituir-se a EST como uma Escola Superior de referência, catalisadora do desenvolvimento da Região, posicionando-se em áreas fundamentais para tal através da ministração de ensino superior de excelência, com elevados padrões de exigência, rigor e qualidade, bem como através da investigação, inovação e desenvolvimento na área das tecnologias.

 

Missão

A EST tem por missão promover o desenvolvimento técnico-científico na área das tecnologias, através do ensino, da investigação orientada e do desenvolvimento experimental, da divulgação científica e tecnológica, da valorização económica e social do conhecimento, da criação e da extensão cultural, visando o desenvolvimento económico e o bem-estar social dos cidadãos.

 

Objetivos

A EST tem como principais objetivos:

- promover a qualificação de recursos humanos na área das tecnologias, através do ensino e da investigação;

- promover o desenvolvimento dos seus estudantes a nível técnico-científico, humano e cultural, preparando-os para responder às necessidades do mercado de trabalho com elevada competência profissional;

- criar condições para o aperfeiçoamento técnico/científico e pedagógico do corpo docente;

- promover a investigação orientada e o desenvolvimento experimental, assim como a sua divulgação, estreitando a cooperação com outras instituições de ensino, com empresas e com outras entidades regionais, nacionais e internacionais;

- contribuir para o desenvolvimento e sustentabilidade económica e social da Região Autónoma dos Açores;

- participar na definição e avaliação de políticas públicas e na identificação de prioridades e necessidades nacionais e regionais.

 

Presidente

Maria José Garoupa Albergaria Bicudo